11.03.2020

Prémio Jornalismo Investigativo: Mulher, Paz e Segurança

O trabalho da jornalista Evelina Muchanga ganhou a última edição do concurso de jornalismo investigativo da FES e MISA Mocambique.

Mulheres pela Paz

Jornalistas tem sido convidados a apresentarem propostas para pequenos projectos de investigação jornalística (imprensa escrita, rádio ou vídeo) que tragam aspectos importantes dos desafios no caminho a uma paz duradoura com olhar especial ao papel da mulher. Entre todos os projectos realizadas, o juri escolheu os vecedores: 

Primeiro Lugar: Evelina Muchanga, Jornal Noticias, Maputo

"Mulher, Violência e Paz: Episódios da vida que ninguém quer repetir".

Artigo disponível aqui

O  trabalho trata da participação das mulheres da província de Gaza no processo de pacificação do país pós-guerra civil. O trabalho traz também histórias de mulheres que ainda vivem o trauma da guerra civil e reporta experiências de mulheres que ultrapassaram o trauma da guerra e que estão actualmente envolvidas no processo de busca pela paz nas suas comunidades e no país em geral. A reportagem olha para o tema de vários ângulos e perspectivas e traz também o Plano Nacional de Acção sobre Mulheres, Paz e Segurança 2018 - 2022 e os acampamentos sobre mulher, paz e segurança.

 

Segundo Lugar: Deolinda Moreira, Rádio Moçambique, Quelimane, Zambézia

Programa de rádio: "Super-Mulher-Contributo da Mulher na Manutenção da Paz e Reconciliação Social" 

Programa disponível aqui

O trabalho foca na participação das mulheres dos distritos de Morrumbala e Mopeia, na restauração da paz e harmonia familiar pós ataques armados (2013-2015). Tem como objectivo compreender o nível da participação das mulheres nos mecanismos de promoção da paz e segurança nos distritos de Mopeia e Morrumbala e analisar as consequências dos ataques armados as mulheres e acções que visam garantir o seu empoderamento.

 

Terceiro Lugar: Cristina Dimule, Televisão de Moçambique, Pemba, Cabo Delgado

Programa Televisivo: "Mulher pela Paz"

(Documentário no vídeo acima)

Um trabalho que investiga a situação das mulheres em zonas de conflitos na região norte de Cabo Delgado - fazendo especificamente uma análise do fenómeno no distrito de Macomia 2017-2019. Este documentário relata testemunhos e impactos dos ataques armados de 2017. Aborda também o papel da sociedade civil através da informação e formação para possibilitar um envolvimento da mulher nas estratégias de resolução de conflitos.             

Parabéns as todas as vencedoras! 

Friedrich-Ebert-Stiftung
Escritório Moçambique

Av. Tomás Nduda, 1313
Caixa Postal 3694
Maputo – Moçambique

(00 258) 21 49 12 31
(00 258) 21 49 02 86

info(at)fes-mozambique.org
www.fes-mozambique.org

voltar ao início